Thaila fala sobre sua carreira internacional

  • staff
  • 11 Out 2016
  •   Comentários fechados em Thaila fala sobre sua carreira internacional

Thaila esteve em Nova York para rodar cenas do filme Talvez Uma História de Amor, recém chegada no Brasil ela contou ao EGO sobre os seus trabalhos no exterior. No ano de 2014 ela foi para o exterior para fugir das fofocas após o término de seu casamento com Paulo Vilhena, onde foi um momento difícil para ela, relembrou.

“Poderia ter escolhido qualquer outra cidade e aproveitei para estudar inglês. Assim as coisas foram acontecendo, nunca foi meu plano… Nunca fui para fora fazer carreira internacional. Com uma indicação de um amigo diretor, fiz uma participação em um filme e depois outra. Fiz pela experiência”

Desde 2013 sem estar nas novelas, Thaila comemora o seu papel de maior destaque no filme Woddy Woodpecker, o famoso Pica-Pau, com produção da Universal: “Acabei de gravar o Pica-Pau no Canadá e voltei ao Brasil para gravar um longa-metragem do Marcelo Galvão no sertão de Pernambuco. Fiquei muito feliz de participar do filme porque é muito diferente de todos os personagens que já fiz até hoje.”

Thaila se sente incomodada com a especulação que fazem sobre seus planos de seguir ou não carreira internacional efetivamente, analisou: “Para mim, isso é o que importa, além de me sentir realizada pelo retorno positivo da equipe que trabalha comigo e até mesmo do público que me assiste.”

Existe uma diferença entre a carreira no Brasil e lá fora, claro. Até porque tenho o meu nome aqui e internacionalmente acabei de contratar um agente e só. Estou só começando a pensar em algo lá fora, sempre fiz questão de esclarecer que não estou tentando carreira internacional e sim querendo evoluir no meu trabalho, tanto na esfera nacional, quanto na internacional.

 

10
Thaila Ayala e Mateus Solano como Clara e Virgílio no filme Talvez Uma História de Amor, em Nova York.

 

Thaila finaliza falando sobre as especulações de estar com carreirano exterior: “Ter contato com trabalhos internacionais foi só consequência da minha temporada lá fora. E isso me incomoda, sobre o fato de as pessoas especularem que estou com uma carreira internacional.”